Rede Concepcionista de Ensino  - Colégio Imaculada Conceição - Passos-MG

Colégio

Imaculada Conceição

Passos-MG

Nossa História

Apresentação

O Colégio Imaculada Conceição integra a Rede Concepcionista de Ensino e foi fundado em Passos, no dia 20 de junho de 1917.

 

Localizado à Rua Cristiano Stockler, nº 271, abrange a Educação Infantil, com crianças de 1 a 5 anos, Educação Fundamental - 1º ao 9º ano e o Ensino Médio.

 

O Colégio é dirigido pelas Irmãs Concepcionistas Missionárias do Ensino e oferece uma ampla e moderna rede física com: salas de aulas arejadas; laboratórios de Biologia, Física, Química e Informática, biblioteca, salas multimídias/ambiente, audiovisual, salão nobre, capela, piscinas, ginásios poliesportivos, parque infantil com cobertura e com piso emborrachado, cantina, pátios e praça de convivência.

 

O Colégio Imaculada Conceição, CIC, possui uma estrutura desenvolvida de acordo com as normas de segurança, com catracas eletrônicas, que controlam a entrada e a saída dos alunos, câmeras, portões eletrônicos, sistema de alarme e anti-incêndio. Além da acessibilidade para alunos com necessidades especiais: rampas, elevadores, sanitários.

 

O CIC mantém convênio com o Sistema Anglo de Ensino e desenvolve uma educação pautada na construção do conhecimento e na vivência dos valores humano-cristãos.

 

A Congregação Concepcionista, fundada em 1892 pela Madre Carmen Sallés, em Burgos, na Espanha, já está presente em 17 países e, desde 1912, no Brasil (Distrito Federal, Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo e Bahia). Os Colégios Concepcionistas oferecem uma educação integral e integradora, calcada numa pedagogia preventiva e personalizada seguindo os princípios educativos da Santa Carmen Sallés, fundadora da Congregação.

 

Estudar aqui faz a diferença!

Congregação

Somos a Família das Religiosas Concepcionistas Missionárias do Ensino, nascidas da experiência espiritual que Carmen Sallés, nossa fundadora, teve do amor providente e misericordioso de Deus Pai e de Cristo Redentor contemplado no Mistério de Maria Imaculada. 

De Madre Carmen Sallés, recebemos, como herança, o Carisma Concepcionista, que tem como ponto focal o mistério da Imaculada Conceição. Nela Carmen Sallés se inspirou para traçar as características da educação que pretendia ministrar: uma educação preventiva e integradora de mentes e de corações. 

Estamos presentes em quatro continentes e dezessete países, procurando concretizar o ardor apostólico, a criatividade e a fortaleza de nossa Fundadora. 

Em 15 de outubro de 1892, apoiadas pelo Arcebispo de Burgos Dom Manuel Goméz Salazar, Carmen e três companheiras – Emília Horta, Candelária Boleda e Remédios Pujals – estreavam seu projeto de vida e, em 7 de dezembro desse mesmo ano, nascia a Congregação das Concepcionistas de São Domingo. 

Em 16 de abril de 1893, foram aprovadas pelo Sr. Arcebispo de Burgos as Constituições da Congregação, e as primeiras religiosas emitiram a profissão religiosa iniciando um caminho que o tempo demonstraria atraente para ser percorrido por caminhantes diversos, em circunstâncias diversas. 

De 1892 a 1911, M. Carmen estabeleceu treze casas na Espanha e iniciou os passos prévios para levar sua obra à Itália e ao Brasil. Tinha clara a ideia de levar a luz do Evangelho, o pão da cultura e o conhecimento e amor a Maria Imaculada a todas as partes do mundo. Viveu com a inquietação de universalidade, inspirando-se no lema “Ide e ensinai”. 

Faleceu em 25 de julho de 1911, deixando um encargo a suas sucessoras: “Onde eu não posso ir vão vocês...”, o que se deu no ano seguinte a sua morte com a primeira fundação fora do país de origem da congregação. Em 1912 as primeiras filhas de Carmen Sallés pisaram em terras brasileiras.

Fundadora

Carmen de Jesus Sallés nasceu em Vich (cidade da província de Catalunha, na Espanha), no dia 9 de abril de 1848, e dois dias depois recebeu a graça do Batismo.

 

Em 1869, em condições sociais e políticas adversas, empreendeu uma nova etapa de progressivo discernimento da vontade de Deus. Entrou na congregação das Adoratrizes, onde conheceu jovens de sua idade que não tinham tido família, educação como a sua, jovens submetidas à exploração e ao vício.

 

E escutou, de novo, a voz do Espírito: “Para alcançar bons fins, são necessários bons princípios…”. Da regeneração de jovens extraviadas, passou à educação preventiva. Seguiu sua busca entre as Dominicanas, abriu-se à educação. E descobriu que os horizontes da educação feminina na sociedade do momento eram muito limitados.

 

O Espírito lhe sugeria novos horizontes para a mulher... E, a partir de 1892, Carmen, com três companheiras, empreendeu a fundação de uma Congregação Religiosa na Igreja. Sua missão: Oferecer à mulher uma educação em que se harmonizassem a piedade e as letras, a virtude e a ciência...

 

Filha de Maria Imaculada, expressou visivelmente seu desejo de imitá-la, inspirando-se nela para traçar seu modelo educativo. Filha da Igreja, nela e com ela, sob sua orientação e com sua aprovação, iniciou um caminho no seguimento de Cristo.

 

Faleceu em 25 de julho de 1911 em Madri. S.S. Juan Pablo II a beatificou em 15 de março de 1998, e sua canonização ocorreu em 21 de outubro de 2012 pelo Papa Bento XVI.

Proposta
Pedagógica

A proposta pedagógica concepcionista se inspira no ideal educativo de Santa Carmen Sallés, fundadora da Congregação Concepcionista. A inquietação de Carmen Sallés pela educação e promoção da mulher e pela dimensão missionária a faz exclamar pouco antes de morrer: "se eu não puder, vocês levem a Congregação a outros países. Levem-lhes o amor de Maria Imaculada, o pão da cultura e a liberdade que a graça dá ".

 

A escola concepcionista é um espaço de formação da pessoa, para que cresça como cidadã capaz de se posicionar no mundo por sua excelência acadêmica profissional e pela qualidade de ser humano capaz de atuar de forma comprometida e positiva na sociedade, levando em conta os valores internalizados do Evangelho.

 

Para colaborar nos processos de superação pessoal e de transformação social a Escola Concepcionista parte de uma análise da situação e das características do mundo atual e se inscreve dentro de um coletivo mais amplo de Escola Católica. Considera o aluno como centro e protagonista de sua própria educação e para ele dirige todos os seus esforços no processo de ensino aprendizagem.

Visão

A Rede Concepcionista de Ensino visa ser plenamente reconhecida como comunidade educativo-evangelizadora que atenda da Educação Infantil ao Ensino Médio, tendo como pilares a excelência acadêmica, a personalização, a tecnologia e o compromisso social.

Missão

Evangelizar por meio da educação preventiva, tendo Maria Imaculada como fonte inspiradora, favorecendo a formação da pessoa e a percepção de si mesma enquanto sujeito histórico, capaz de influenciar na construção de uma sociedade justa e fraterna, por meio do testemunho e do anúncio de valores humano-cristãos.

Valores

A Rede Concepcionista de Ensino tem como meta formar pessoas abertas à comunhão e à transcendência e favorecer a experiência e a assimilação de um conjunto de valores universais, a fé na dignidade da pessoa humana e em sua marca divina. A vivência desses valores são manifestações de sua missão e sua visão de futuro. São eles:

 

- Abertura à transcendência: Anuncia continuamente os ensinamentos de Deus, ensinando a confiar e viver arraigados Nele, a ter um sentido positivo da vida e nos reconhecermos como seus filhos. Vive a esperança fundamentada na ressurreição de Cristo e na certeza de que Deus acompanha o seu povo, cumpre sua promessa e estimula a não desanimarmos diante das dificuldades. Favorece o conhecimento e a vivência da fé e a busca de uma vida mais digna para todos.

 

- Amor: É a valorização de nós mesmos e dos outros como pessoas amadas por Deus; traduz-se em gestos de ternura, misericórdia e atitudes de serviço, perdão, diálogo e acolhida. É um amor preferencial pelos que experimentam diferentes tipos de pobreza.

 

- Vida: É buscar a comunhão com toda a Criação e assumir a responsabilidade pela vida em todas as suas manifestações. É compromisso em defesa da vida humana, como presente de Deus. É desenvolver as potencialidades para melhorar a si mesmo, as pessoas e os povos como sinal de gratidão.

 

- Beleza: Tem como referência Maria Imaculada. É reflexo de sua harmonia, pureza de coração, simplicidade, transparência e bondade. Manifesta-se no trabalho bem-feito e no cultivo e desenvolvimento da sensibilidade estética.

 

- Liberdade: Favorece o exercício harmônico dos direitos e deveres de cada pessoa, em atitude de respeito e de colaboração com a liberdade de outros. Desenvolve a criticidade, a autonomia, a descoberta e a realização do projeto de vida pessoal. É uma liberdade comprometida com a justiça, com a não violência e com a paz.

 

- Verdade: Busca-se no diálogo entre a ciência, a fé e a cultura. Vê-se refletida no cultivo da interioridade e na atitude de sua busca constante. Manifesta-se na postura ética, sincera e coerente.

 

- Sentido de pertença: Manifesta-se em atitudes de solidariedade, trabalho em equipe, simplicidade, gratuidade, entrega. Consiste em perceber e agir como parte de uma comunidade: familiar, educativo-concepcionista, eclesial e social. Procura aprofundar em suas raízes, promover a corresponsabilidade e a participação. Impulsiona a concórdia, a convivência, o entendimento e a unidade na diversidade.

 

- Abertura à diversidade: Reconhece e valoriza a singularidade das pessoas e povos. Promove o respeito de ideias, costumes, culturas e religiões, que possibilitam o enriquecimento mútuo. Torna-se visível no encontro, no diálogo, no entendimento, na acolhida e na unidade.

 

- Competência: A competência na Rede Concepcionista de Ensino está fundamentada por uma das frases mais repetidas por Carmen Sallés: “O que fizerem, façam-no por Deus. E bem feito”. Daí nasce a exigência de serem criadas as melhores condições para que os processos de ensino-aprendizagem se desenvolvam de maneira eficaz e responsável.

 

- Cidadania: O primeiro passo para a organização da sociedade é a consciência de cidadania: toda pessoa humana é um ser de direitos e de deveres numa comunidade. A Rede Concepcionista de Ensino assume o compromisso de ajudar as pessoas a desenvolverem a consciência de que são membros responsáveis pelos distintos grupos – família, cidade, Igreja e nação –, privilegiando a relação interpessoal; de identificar e oferecer alternativas de cooperação na melhoria da vida cotidiana, na escola, na família e na comunidade.

 

- Solidariedade: Segundo os ensinamentos de Jesus, é a expressão da generosidade para com o próximo e tem sua significação ampliada no respeito de uns para com os outros. Fundamenta-se nos princípios da justiça e do respeito à dignidade de todos. O bem comum deve ser regra suprema contra o egoísmo e o corporativismo, somos parte da comunidade e responsáveis por ela. Ao estabelecer a solidariedade como um dos seus fundamentos, a Rede Concepcionista de Ensino propõe-se a desenvolver a “cultura da solidariedade” e reconhece que todos os critérios e normas que regem as relações no seu interior e os valores que devem ser passados aos seus membros devem ser impregnados por essa cultura.

Estilo Educativo

Nosso processo de ensino-aprendizagem fundamenta-se nas modernas teorias da construção do conhecimento. Utilizando-se de relações mediadoras de aprendizagens significativas oportunizamos ao educando atividades cognitivas, físicas, afetivas e espirituais que possibilitam o desenvolvimento de novas competências e habilidades, por meio de conteúdos conceituais (saber), procedimentais (fazer) e atitudinais (ser), com a finalidade de formar integralmente o aluno. Nossos fundamentos pedagógicos e metodológicos estão expressos a seguir. 

Pedagogia preventiva: Valorização da vida humana como dom a se desenvolver. Manifesta-se pelo cultivo dos seus aspectos positivos, favorecimento da autoestima e aceitação da vida como dádiva. A pedagogia preventiva surgiu da convicção da presença de energias do bem no coração de jovens e crianças. 

Pedagogia integradora: Reconhece a dignidade da pessoa e projeta a ação educativa em todas as suas dimensões – inteligência, vontade, caráter, sentimentos, capacidades físicas e psicológicas, consciência moral e religiosa. Isto supõe processos educativos que abrangem na pessoa possibilidades e capacidades; multiplicidade de suas relações consigo e com os outros, com a natureza e com Deus; diversidade das etapas de seu crescimento; aspectos e níveis de suas atividades, de forma a atender inclusive às suas necessidades básicas. Pedagogia da autonomia e da liberação: Capacita a pessoa a tomar decisões à luz de valores firmes e a assumir responsavelmente as consequências dessas decisões. Este conceito sugere que a pessoa é capaz de autodireção, de escolha, ou seja, de liberdade para fazer o que deve e querer o que faz. Essa liberdade humana é condicionada pelas circunstâncias, mas é também fundamentada na liberdade de Deus, que cria o ser humano à sua imagem e semelhança. Promove no educando a humanização para libertar-lhe de tudo aquilo que não lhe permita ser verdadeiramente pessoa, reconhecendo a importância dos limites no exercício da própria liberdade. Considera que a pessoa tem de descobrir-se e conquistar-se como sujeito de seu próprio destino histórico. 

Pedagogia da presença e do acolhimento: “Deus nos dá por companheiras as crianças. O Senhor as confiou ao nosso cuidado. Velemos dia e noite por elas, seja esta nossa ocupação cotidiana, o objeto de nossas insônias e de nossos mais ternos cuidados.” (Madre Carmen Sallés) A acolhida é uma atitude constante do educador diante de seus alunos e dos alunos diante de seus colegas. Apresenta-se nas posturas, ações e relações do dia a dia da convivência escolar. O interesse do educador pelo bem-estar do aluno, especialmente o ausente, o doente e o que se encontra em alguma necessidade, o atendimento dedicado e a orientação adequada a cada um, seu incentivo à ajuda mútua entre os alunos constituem alguns dos sinais concretos dessa atitude. 

Pedagogia motivadora: Oferece motivações profundas inerentes a cada etapa do desenvolvimento dos alunos. As motivações válidas que favorecem o amadurecimento sãos as que, em nosso processo educativo, ajudam o educando a superar-se para crescer, desenvolver suas potencialidades e solidificar sua autoestima. 

Metodologia dos gestos humanos como sinais de amor: Parte do princípio de que a pessoa é originariamente criada para a comunhão. Expressa-se numa atitude de diálogo, doçura e simplicidade, ternura e fortaleza, solicitude e dedicação, na capacidade de realizar um trabalho em equipe. O educador concepcionista é chamado a manifestar o amor de Deus, sempre disposto a tomar a iniciativa para um amor fraterno e universal. 

Metodologia do exemplo como a melhor forma de educar: “Os exemplos de vida falam com mais clareza do que as palavras.” (Madre Carmen Sallés) É importante viver bem e contagiar. O educador concepcionista tem consciência de que o exemplo é a melhor forma de educar. 

Metodologia da educação personalizada: A educação personalizada considera o aluno como o centro da ação educativa, acolhe-o como é e ajuda-o a crescer. Expressa-se na capacidade de interagir com os alunos numa comunicação autêntica, amar a cada um em sua diversidade, acompanhar cada aluno em seu processo de maturação como pessoa, ajudar o educando a tornar-se um ser humano feliz e unificado. 

Madre Carmen Sallés baseou sua metodologia na atenção personalizada aos educandos por perceber que são diferentes em interesses, capacidades, estágios de aprendizagem, motivações, cultura, tempo de assimilação, necessidades educativas e de integração; que exigem a adaptação do método de ensino às suas características individuais. 

Metodologia criativa, empreendedora e ética: É uma exigência que requer abertura à realidade científica, cultural, social e religiosa. Consiste em recriar o que se recebe com respostas originais. A educação empreendedora que propomos desenvolve competências exigidas na atualidade com o objetivo de favorecer o desenvolvimento de uma sociedade pautada nos valores éticos, morais e espirituais. A metodologia pautada na ética capacita o educando para respeitar os direitos do ser humano, para viver a cidadania, o respeito pelas minorias, a conservação da vida e da natureza, para assumir com responsabilidade sua liberdade individual. 

Desenvolve-se por meio da participação ativa e no trabalho em colaboração com outros educadores; na educação sistemática e no trabalho além da sala de aula; no planejamento; integração global dos distintos recursos educativos; por meio da constante preparação profissional, da flexibilidade, da reflexão e da análise. 

Metodologia de estilo celebrativo: A marca de “Família Concepcionista” é vivenciada em ambientes serenos, estimulantes e alegres, onde é possível a manifestação festiva e criativa da pessoa e da comunidade, como forma singela e natural de desenvolver e fortalecer o imaginário coletivo. Cenário de alegria e beleza, de encontro com a interioridade, de favorecimento do encontro com o outro compõem uma educação marcada por estilo celebrativo. Origina-se da aspiração em educar antes de instruir, com um sentido estético, ético e transcendente que desenvolve a criatividade, a abertura ao outro e à comunhão entre todos os membros da comunidade educativa

Espaço-Físico

Áreas Comuns

Educação Infantil

Fundamental I

Fundamental II

Ensino Médio

Direção

Coordenações

Educadores: O corpo docente do Colégio Imaculada Conceição é constituído por profissionais habilitados que se comprometem a percorrer o itinerário educativo da escola, em comunhão com as diretrizes expressas no Projeto Educativo Concepcionista.

Serviços de apoio